Chocolate e Gravidez

O chocolate é um alimento muito consumido pela maioria das mulheres e, na gravidez, esse consumo pode ser ainda maior. Isso porque o alimento pode estimular a produção de serotonina, melhorando a sensação de bem-estar. Entretanto, o consumo exagerado deve ser evitado.
O primeiro motivo é porque ele contém altas concentrações de açúcares e gorduras, fazendo com que a mulher ganhe peso acima do recomendado. Com o ganho de peso exagerado, acontece a resistência insulínica, podendo desenvolver um quadro de diabetes durante a gestação. Além disso, ele contém cafeína, substância contra-indicada em grande quantidade. Outro agravante, se consumido em excesso, é o surgimento de azia e náuseas.
Para não se tornar prejudicial para sua saúde, a quantidade máxima permitida ao dia é a de 1 bombom ou 20-30 gramas. Prefira o amargo ou meio-amargo. Evite os chocolates ao leite. Se consumidos com moderação, não haverá prejuízos para a gestante ou para o bebê.