Dicas de Saúde


20 de outubro de 2017

Como realizar o autoexame de mamas?

O autoexame das mamas visa detectar anormalidades que possam indicar a presença de um câncer. É recomendado que ele seja feito uma vez por mês, após o término da menstruação. Primeiro é importante observar a aparência das mamas no espelho buscando por assimetrias. O que isso significa? É o aparecimento de uma alteração de um lado que não seja visto do outro! Essas alterações podem ser uma pele mais enrugada, com desníveis, mudança de cor, inversão do mamilo entre outros sintomas sendo esses os principais. Mas fique atenta: o surgimento de alterações dos dois lados ao mesmo tempo é raro, […]
28 de setembro de 2017

Sangue na Urina, como proceder?

O sangue na urina é conhecido em termos médicos como hematúria, sendo este, utilizado para descrever a presença de glóbulos vermelhos do sangue (hemácias) na urina. Há dois tipos mais comuns dessa doença, a hematúria macroscópica, que ocorre quando é possível perceber uma coloração avermelhada da urina, e a hematúria microscópica, que ocorre quando não é possível identificar essa alteração a olho nu. Nesta situação o diagnóstico é feito no exame de urina quando são identificadas mais de 3 hemácias por campo de grande aumento ao microscópio. 60% das causas dessa doença tem origem extra-renal, ou seja, não surgem dos […]
12 de setembro de 2017

Setembro Verde – Prevenção do Câncer Colorretal

O câncer colorretal vem aumentando substancialmente nos últimos anos e hoje representa o segundo câncer que mais mata no mundo. Os principais fatores de risco são: – Obesidade; – Sedentarismo; – Ingestão excessiva de carne vermelha; – Baixa ingesta de fibras. O câncer de intestino grosso é um dos poucos tumores que pode ser prevenido. A prevenção ocorre a partir do rastreio e da detecção precoce de pólipos através do exame de colonoscopia, já que a maioria dos pólipos demora cerca de 10 anos até sua transformação em um tumor maligno de intestino. Quando fazer o exame de colonoscopia: – […]
15 de agosto de 2017

Por que não conseguimos engravidar?

Infertilidade conjugal é definida como ausência de gravidez após um ano de relações sexuais desprotegidas e está presente em, aproximadamente, 15% dos casais que tentam ter seu primeiro filho. Sabemos que, em até metade dos casos de casais com o diagnóstico de infertilidade conjugal, existe um fator masculino presente que pode ou não estar associado a um componente feminino, mas que precisa ser avaliado e tratado pelo Médico Urologista. Existem muitos fatores que podem ser responsáveis pela infertilidade masculina, sendo que, em alguns casos, são identificadas mais de uma causa levando à diminuição do potencial de fertilidade masculina ou até […]